fbpx
Propose icon

NOVA FILIAL BOM JESUS!

Na Rua Luis Inácio Dutra, 477, Sala 02 Visite-nos

Blog da Cyber

Author
admin
Date
29 de novembro de 2019
Comments
0

Você sabe o que é blockchain?

Depois da popularização do Bitcoin, houve uma grande revolução, não somente na economia, mas em diversas outras áreas.

 

Empresas e pessoas físicas cada vez mais mergulharam no universo inovador das criptomoedas.

 

E, ao contrário do que muitos pensam, a tecnologia por trás dessa moeda digital, o blockchain, não é algo complicado de se entender. No entanto, muitos acabam fazendo confusão com seu conceito.

 

Com o intuito de tornar mais claro o entendimento, criamos esse artigo. Esperamos que com ele você consiga compreender melhor o que é e como funciona o blockchain e também qual sua importância.

 

Entenda o que é blockchain

 

 

Imagine que você queira enviar um valor da sua conta bancária para a conta bancária de um parente ou amigo, por exemplo.

 

O que você faz?

 

Simples: você acessa sua conta bancária e solicita que o seu banco envie essa quantia para a conta da outra pessoa, para isso, deverá informar os dados bancários do destinatário. Então o seu banco entra em contato com o banco dessa pessoa e realiza a operação (claro, tudo de forma automática).

 

Ou seja, no exemplo acima a operação é realizada através do banco, servindo ele como um intermediário. Aqui você não precisaria enviar esse dinheiro em espécie para a outra pessoa, bastando apenas que existam esses dois bancos (ou apenas um, no caso de transferência para um mesmo banco) para realizar a operação.

 

Mas, qual o problema aqui?

 

O problema desse método é que nenhuma das duas partes teria controle sobre o que acontece. As informações da transação ficam todas com os bancos e toda a operação está sujeita às regras e condições deles. Já o blockchain não é assim, ele elimina esses “intermediadores”.

 

O que acontece no caso deste “sistema” das criptomoedas é que a gestão é descentralizada, ficando ela sob responsabilidades dos usuários. Não sendo mais necessários os bancos (e suas comissões por transação).

 

Como ele funciona?

 

O blockchain funciona como uma espécie de livro razão, mostrando a movimentação de contas, só que de forma pública. E ele faz a distribuição dessas movimentações/transações em blocos.

 

Tomemos como exemplo a moeda digital mais popular atualmente (existem outras), o Bitcoin. Por meio desse “livro razão” cada transação realizada por meio dessa moeda é registrada, informações como: quem enviou e quem recebeu as moedas, a data e a hora das transações, entre outras.

 

No entanto, ninguém sabe, por exemplo, que foi o “Paulo” quem enviou 1 BTC para o “Fernando”, pois não são reveladas as identidades de ninguém, obviamente.

 

Como mencionamos, cada transação realizada no blockchain se transforma no que é chamado de “bloco”. Esse bloco é, então, carimbado, recebendo um registro de data e de tempo. Depois ele é transmitido para toda a rede de usuários e, após a aprovação pelos usuários, ele poderá formar parte da cadeia (com outros blocos). Em seguida, é gerado um registro sobre a transação, o qual não pode ser apagado.

 

Cada bloco de transações é ligado um ao outro, sendo que uns dependem dos outros. E todo esse sistema faz com que o blockchain seja uma tecnologia de alta confiabilidade para o registro de informações, como as transações com criptomoedas ou quaisquer outras.

 

O que torna o blockchain tão seguro?

 

O blockchain é um sistema seguro porque as informações desse “livro razão” não ficam centralizadas numa única máquina. Nele as informações (blocos) são copiadas (integralmente) para computadores espalhados por todo o mundo.

 

Logo, no caso de uma invasão, não há apenas um único ponto para ataque, sendo que se uma máquina for comprometida, o sistema continuaria a operar normalmente.

 

E nem seria possível também invadir um dos computadores e modificar os blocos ali, pois se um computador da rede sofrer alterações ou for invadido, ele é imediatamente excluído dela.

 

Essa é uma tecnologia que cada vez mais tem feito parte do dia a dia de empresas e demais pessoas, ajudando a enviar e receber valores sem precisar contar com o sistema financeiro tradicional.

E para se conseguir operar de forma adequada, se faz necessário contar com uma boa conexão com a internet. E nisso você sabe que pode contar com os planos da Cyberfly.