Intranet, Extranet e Internet: Você sabe a diferença?

 

Descubra agora a diferença entre intranet, extranet e internet, e como você pode usá-las a seu favor.

Em pleno século XXI, não podemos mais nos manter alheios às tecnologias que surgem, ano após ano. Pelo título, fica fácil reconhecer que não estamos falando de nenhuma novidade, mas também de admitir que a quantidade de informações relacionadas ao assunto podem acabas nos confundindo, principalmente se não trabalhamos isso. Afinal, você conhece a diferença entre internet, intranet e extranet?

Internet

Começamos pelo tópico todos conhecemos, mas que talvez não consigamos explicar de forma tão clara e elucidada assim, se alguém direcionasse a pergunta para nós. Fica mais fácil quando separamos a palavra: Inter é o prefixo universal para internacional, enquanto net nada mais é do que rede, em inglês.

A tal da rede de dados baseada em protocolos TC/IP é o conglomerado de informações em uma espécie de nuvem cibernética, acessível de qualquer hardware que estiver de acordo com esses protocolos.

Os serviços oferecidos nessa rede, conhecemos de cor, apesar de que, em geral, fazemos contato com uma pequena parte do “iceberg”, analogia usual entre os interessados. Vemos apenas a ponta desse conjunto de redes, ignoramos boa parte do corpo, que fica “submerso”.

Se você chegou até nós com a intenção de potencializar a sua experiência com a internet, seja através de serviços mais adequados ao seu consumo ou de “manhas” no uso dos sinais e dados, confira esse artigo sobre qual o melhor plano de internet para sua residência.

Intranet

O conceito de intranet é bem simples de entender, na verdade, acreditamos até que você imagine qual o motivo dela ser chamada assim. Basicamente, estamos falando de uma rede interna criada por alguma organização, companhia, enfim, qualquer um que queira ou necessite de uma nuvem “particular” de informações, para que elas não vazem a qualquer um que obtiver o endereço virtual.

É como um armário, um arquivo de um determinado setor de uma empresa ou de um órgão público, por exemplo, ou de todos os setores em conjunto. Não deixa de ser uma pilha de protocolos TCP/IP, mas com acesso restrito através do uso de computadores ou gadgets conectados nessa Intranet.

Vale dizer que quase sempre o modelo estabelecido de intranet está conectado à internet, o que muda é a forma de acesso, que na maioria dos casos só pode ser feito através dos computadores de quem organizou o sistema. Existem sim modelos de intranet que não estão conectados com a rede geral, mas são mais raros.

Extranet

Nesse caso, o nome pode bagunçar a acepção do termo. Não há nada mais abrangente do que a internet, nem a extranet. Aqui, abordamos o modelo de conexão de extensão da intranet. Funciona assim: Através da extranet, conseguimos nos conectar ao modelo privado da intranet estabelecida em algum lugar com o uso de computadores em qualquer lugar do mundo.

Nem sempre todas as portas que estão abertas no sistema interno se mantêm aos que entram em computadores de fora, depende da política da organização. Seria possível, por exemplo, acessar 75% das funções da intranet, enquanto o resto só fica disponível àqueles que estão nos dispositivos liberados.

Se feito de maneira mais simples, o acesso pode ser feito através de senhas e logins em alguma página específica. Se for mais elaborado, deve ser conduzido utilizando uma rede privada virtual, conhecida como VPN, quando podemos acessar um dispositivo (computador) específico (dentro da intranet) através de um outro dispositivo (fora dela).

Para entender um pouco mais sobre o mundo da net, dê uma olhada nesta página aqui como funcionam os planos de acesso residencial.

Add Comment