Você sabe como surgiu o E-mail?

Descubra como e quando o sistema de e-mails surgiu na vida das pessoas. 

O correio eletrônico é parte essencial do seu dia a dia, da sua vida e sabemos bem disso. A internet, se um dia já foi um complemento interessante e divertido, se tornou uma das chaves de nossa rotina: tão importante quanto uma casa para morar, assim como as refeições que fazemos tem prioridade total. Mas nem sempre foi assim, o e-mail já foi um sistema de mensagens básicas.

Como tudo começou

A história dos e-mails precede a utilização da internet como conhecemos. Na época dos computadores enormes (chamados de mainframes) acumulavam dados e informações específicas onde as primeiras mensagens eram enviadas de um para o outro.

Estamos falando da década de 60, de sistemas criados por companhias que você certamente nunca ouviu falar sobre. Como a maioria das informações nesse âmbito, eram costumeiramente pouco exatas dificultavam o estabelecimento de uma data, assim como fazemos com declarações de independência de países ou mesmo definir o criador, já que os processos são realizados de forma simultânea.

O que se sabe é que o sistema AUTODIN, da segunda metade de 60, é um potencial pioneiro na mensagens em rede, assim como o SAGE, outro “concorrente” pelo título de antecessor primordial do e-mail e o ARPANET que foi desenvolvido pela Agência de Pesquisas em Projetos Avançados dos USA, com a intenção de trocar informações entre as bases militares e outras fontes de “inteligência”. 

Símbolo Arroba “@”

Pouco depois, já no início da década de 70, a situação começa a ficar um pouco mais clara e fácil de identificar. O símbolo @, que em inglês é lido como at, similar ao nosso “em” português com conotação de localização, foi imaginada e elaborado por Ray Tomlinson, com a simples intenção de separar o nome do remetente e do computador que estava sendo usado para a comunicação.

Foi exatamente ele a pessoa que criou dois dos primeiros programas de e-mails mais específicos, começando a se aproximar do correio eletrônico que conhecemos atualmente, o SNDMSG e o READMAIL. O programa utilizado para realizar a transferência dos arquivos, codificados em uma mensagem, era conhecido como CYPNET. 

Uso de acordo com as necessidades

O tempo passa, as pesquisas e as tecnologias avançam exponencialmente, mas os interesses humanos seguem sempre muito semelhantes e fáceis de mapear. Uma das primeiras funções que se tem notícia no uso da ARPANET foi a de enviar mais de 600 mensagens com a intenção de venda de um potente computador (para a época, é óbvio).

Mensagens entre setores de órgãos públicos e companhias que conseguiam acesso à tecnologia também eram recorrentes, assim como continuam sendo até hoje e não deixarão de ser nas próximas décadas.

Popularização

Sabendo como surgiu o e-mail, podemos perceber também que houve um tempo de aprimoramento e barateamento dos dispositivos computacionais para que a popularização das ferramentas acontecesse.

O Hotmail, um dos mais difundidos até hoje, foi criado pelo indiano Sabeer Bhatia, e comprado pela Microsoft no ano de 1997, enquanto outros provedores de internet discada também ofereciam endereços de e-mails para os assinantes.

De lá para cá, é mais do que provável que você tenha vivido algumas etapas das transformações dos portais e serviços de e-mail, culminando na relevância da ferramenta para o funcionamento da engrenagem do sistema: essencial.

Add Comment